Notice: Undefined offset: 81 in /home2/setsex2/public_html/libraries/src/Access/Access.php on line 608

Notice: Trying to get property of non-object in /home2/setsex2/public_html/libraries/src/Access/Access.php on line 608

Notice: Undefined offset: 81 in /home2/setsex2/public_html/libraries/src/Access/Access.php on line 613

Notice: Trying to get property of non-object in /home2/setsex2/public_html/libraries/src/Access/Access.php on line 613

Minha mulher vestida de puta - Parte 3

100842847644939320162

Ola, eu sou o Carlos e minha esposa é a Paloma, para aqueles que já leram alguns dos contos que já publiquei vai saber que minha esposa é uma completa safada, adora uma sacanagem, e principalmente, de se vestir muito provocante nestas horas, e eu fico louco de ver ela neste estado. Para aqueles que não leram os meus contos vão ai os títulos: “Minha mulher se vestiu de PUTA para o meu amigo”, “Vestida de PUTA parte 2” e, “Minha esposa é uma PUTA mesmo”.

Hoje, o que vou relatar, aconteceu há mais ou menos um mês e meio. Num sábado após o almoço, Paloma falou que iria sair para comprar uma roupa, pois a noite iríamos receber um amigo do serviço dela para jantar. Eu fiquei em casa e, depois de umas duas horas, ela voltou com duas sacolas: uma com roupa e outra com uma caixa de sapato.

Perguntei o que havia comprado e ela me falou que era roupinha básica para a noite. Continuei assistindo o filme que estava passando na TV e no inicio da noite a casa já estava arrumada para receber o Paulo. Por volta das 20:00 estava eu com uma calça jeans, camiseta, e um tênis, e a Paloma com um vestido preto bem discreto, com uma sandália rasteira.

Sentamos no sofá e perguntei a ela se a roupa que ela estava usando não era a nova. Imediatamente ela me respondeu: - Vou por aquela roupa mais tarde. Na hora eu entendi que não era uma roupa comportada, ela deu uma risadinha e me beijou. Falei pra ela: - Você está com arte né. Ela respondeu: - Se pintar um clima não vou deixar passar batido, o Paulo parece ser bem gostoso.

Depois de um gostoso papo que estava rolando, escutamos a campainha. Paloma foi atender e Paulo entrou em casa com um buque de flores que logo deu a Paloma, e uma garrafa de vinho, que me deu. Paulo já havia saído outras vezes com a gente em algumas noitadas. Sentamos os três na sala para conversar e aproveitamos para tomar o vinho que Paulo havia trazido. Coloquei em um balde com gelo e, papo vem, papo vai, todos muito comportados, mas as vezes Paulo olhava para Paloma com aquela cara de “um dia te como”. Ela percebia e instigava ainda mais. Jantamos e voltamos a conversar até por volta das 22:00, quando Paloma falou que iria trocar de roupa e já voltaria.

Eu e Paulo ficamos conversando. Eu já estava pronto para ver minha mulher entrando na sala vestida de PUTA. Passaram-se uns 10, 15 minutos, e de repente vem ela, linda, como sempre vestida com um vestido dourado, curto e justo, usando um scarpin dourado de salto bem alto, maquiada, cheirosa, uma delicia de mulher, ou melhor, uma delicia de PUTA.

Paulo olhou, ficou parado, e na mesma hora deu para ver o volume aumentando em sua calça. Ele nem se preocupou se eu estava ali ou não. Paloma chegou bem perto dele, passou a mão no peito e perguntou se ele esta bem, pois não estava falando nada. Ela veio até mim e, como eu estava em uma ponta do sofá e o Paulo na outra, ela, para provocar, ficou de quatro no sofá, com a bunda virada para ele só para me dar um beijinho.

Ela volta a ficar em pé na frente do Paulo, pega as mãos de Paulo e começa a passar no corpo dela, fazendo com que ele percorresse boa parte do seu corpo, tudo isso por cima do vestido, completamente colado ao corpo dela. Eu já estava sem camiseta, com a calça jeans aberta e com o pau de fora completamente duro. Quando Paulo percebe como eu estava e pergunta o que esta rolando, eu respondi: - Vai me falar que lá no seu serviço você nunca pensou em comer a Paloma? Então chegou a hora.

Paloma puxa ele para ficar em pé, que rapidamente fica, ela tira a camisa que ele estava usando, abrindo botão, por botão, e após tirar toda a camisa ela dá vários beijinhos no peito dele, lambe, e dá mordidinhas em seu mamilo, coisa que faz Paulo ficar louco. Ela se agacha e começa a tirar a calça dele, e ele precisou ajudar, pois o volume do seu pau estava atrapalhando um pouco. Calça tirada, ela vai e tira a cueca dele, deixando-o completamente pelado, passa a mão em sua barriga, vai descendo ate chegar no pau, mas tudo lentamente. Quando ela segura o pau dele, começa a bater uma punheta pra ele e não demorou muito Paloma já estava fazendo a maior chupeta, chupava gostoso, até o momento em que ela para e fala que prefere meter na nossa cama.

Fomos os três para o quarto, eu e Paulo completamente pelados e Paloma, ainda toda vestida. Quando chegamos no quarto Paloma pega o Paulo e dá um beijão na boca e eu vou por trás e agarro ela no meio e enquanto ela beijava Paulo eu vou alisando o corpo dela e Paulo também. Ela termina o beijo, vira para mim e também me dá um beijão, enquanto ela ia me beijando Paulo aproveitou e abaixou o zíper do vestido, ficando assim fácil de tirar.

Quando ele tira o vestido, vê que ela está sem sutiã e com uma calcinha fio dental dourada. Ela vira e ele começa a mamar em seu peito e eu aproveitei e também fui mamar no outro peito, enquanto isso a mão de Paulo já estava alisando a buceta de Paloma. Ele colocou a calcinha de lado e aproveitou para deitar Paloma na cama. Paulo tira a calcinha e cai de boca na buceta completamente lisinha dela. Eu vou por trás me posicionar na cama, ao lado da cabeça de Paloma, para ela fazer uma chupeta para mim, e enquanto ela chupava o Paulo, ele chupava a Paloma.

Ela falava: - Nossa, que delicia de língua, vai, continua chupando que vou gozar.

E não demorou muito, do jeito que Paulo a chupava, ela gozou rapidamente e depois pediu para ele a comer. Paulo colocou uma camisinha e como ela estava completamente molhada, nem precisou de gel para penetrar mais fácil. Paulo colocou a cabeça do pau na entrada da buceta de Paloma e começou a colocar devagar, ela segurava na cintura dele e puxava com força, fazendo que entrasse de uma única vez aquele pau na sua buceta e começou o vai e vem, e ele comendo minha mulher com vontade, metia gostoso nela, e eu recebendo uma deliciosa chupeta.

Horas ela me chupava, e horas ela falava para o Paulo: - Vai, come essa PUTA que você sempre quis comer, vai, hoje vou dar tudo que você quiser, hoje sou sua puta meu gostoso, enfia esse pau na minha buceta, vai, me fode, vai, fode gostoso para o meu marido ver.

Na hora que Paloma viu que o Paulo ia gozar, ela tirou de dentro da buceta e ficou de quatro para mim e mandou eu comer ela. Coloquei o meu pau na buceta dela, que já estava toda aberta, e comecei a comer gostosa a PUTA da minha mulher. E enquanto eu a comia, ela pegou no pau de Paulo e batia na cara e mesmo com a camisinha, ela dava algumas chupadas, só para ele se acalmar

Depois de um tempo ela pediu para o Paulo deitar na cama, tirou o meu pau de dentro da sua buceta e montou no Paulo, para cavalgar naquele pau, gostoso. Ela tirava e colocava tudo, mas tudo mesmo, gemia gostoso, até uma hora que ela olha para mim e fala: - Pega o gel. - Rapidamente peguei e ela pediu para passar em meu pau. Eu achei que era para comer o cuzinho dela, mas quando vou me posicionar na entrada do cuzinho ela pega o meu pau e puxa para a buceta também, não tive duvida, fui forçando a entrada da buceta, que já estava com o pau de Paulo, ele gemia muito mas, ia me controlando nas puxadas até que entrou o meu pau também.

Não metemos muito assim, foi gostoso, mas não estava rolando, ai tirei o meu pau da buceta deixando só o do Paulo, coloquei no cuzinho dela e fui empurrando para dentro, ela olhou pra mim e falou: - Você adora comer o cuzinho da sua PUTA, né seu puto.

E eu respondi que cuzinho igual ao dela eu nunca tinha comido e realmente o cuzinho da minha mulher é uma delicia. Fizemos uma DP gostosa e como o Paulo estava por baixo, a Paloma ia controlando para que ele não gozasse, ate uma hora que ela me pede para sair que ela iria dar o cú pra ele. O Paulo saiu de baixo e ela ficou de quatro na cama, passou um pouco de gel no cú e pediu para ele a comer,  não demorou muito já estava ele socando a rola no cú da minha mulher.

Ela falava pra ele: - Vai, me come gostoso, vai, me fode, seu gostosão.

Não aguentando ver a cena - eu estava quase gozando - fui para a frente da minha mulher e pedi para ela me chupar e no que ela coloca o meu pau na boca, eu vendo o Paulo enterrando o pau no cuzinho da minha mulher, foi inevitável, dei uma gozada dentro da boca da minha mulher, que acabou engolindo boa parte, ai, como eu já tinha gozado, ela começou a atiçar o Paulo falando que queria leitinho dele também.

Paulo, como já estava para gozar, deu mais umas enfiadas e rapidamente tirou o pau do cuzinho da minha mulher, arrancou a camisinha e falou para ela beber, mas nem deu tempo dela chegar pois ele já estava gozando. Metade pegou no rosto dela e a outra metade ela bebeu tudo.

Ela pegou uma toalha no armário e limpou o rosto e perguntou para o Paulo se ele havia gostado da experiência, ele, com um sorriso aberto, falou que foi a melhor foda que ele já havia dado. Nos vestimos, conversamos por mais um tempo e depois Paulo foi embora.

Caso queira contato, basta escrever para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Minha Mulher Vestida de Puta – Parte 2